segunda-feira, 22 de maio de 2017

O Chupim


Seu canto é melodioso. Não constrói ninhos, põe ovos nos ninhos de outras aves. O pássaro mais sacrificado pelo chupim é o tico-tico, daí o apelido de engana-tico. Vive em pequenos bandos destruindo e explorando o alheio.

O chupim era um pássaro trabalhador, bom e bonito. Fazia seu ninho com capricho e cuidava bem dos filhotes. Sobreveio, porém, uma guerra entre as aves e, da confusão, resultou queimarem o ninho do chupim. O pássaro conseguiu salvar-se milagrosamente, mas ficou todo chamuscado, todo preto. Perdeu assim, seu ninho, seus ovos e suas formosas penas.

Desse dia em diante, tornou-se preguiçoso e nunca mais construiu ninho. Passou a utilizar-se do ninho de outras aves, achando muito natural que lhe criassem os filhotes.

Quando o censuram, grita: Fazer ninho? Eu não. Tenho medo de novo incêndio…

É assim que vive este guloso parasita.

Nenhum comentário: