sexta-feira, 15 de julho de 2011

CORDEL CHAPÉUZINHO



A estória de chapeuzinho vermelho



O lobo mau esperava

O chapeuzinho vermelho

Na estradinha do bosque

Olhava pelo um espelho

Queria lhe devorar

Pra sua fome aplacar

Da barriga ouvia conselho.



Por outra estrada ela foi

Sem atentar pro perigo

Cantando pela vereda

Procurava seu abrigo

Na casa da vovozinha

Que ali morava sozinha

Sem vizinho e sem amigo.



O lobo mau foi na frente

A vovozinha devorou

Vestindo a roupa dela

Na vovó se transformou

A menina chegou cansada

Não desconfiou de nada

E logo na casa entrou.



Mas que olhos imensos

A menina perguntou

É para te ver melhor

O lobo arrematou

E essa orelha grande

Esse chapéu não esconde

Chapeuzinho estranhou.



E pra te ouvir bastante

Disse o lobo descarado

Nossa que nariz enorme

Pra ele foi perguntado

É pra te da muito cheiro

Sentir teu aroma inteiro

Respondeu o lobo danado.



E essa boca gigantesca

De longe dá para vê

O lobo se apresentou

Falou o que veio fazer

Arreganhando o dente

A Boca aberta e contente

A menina quis comer.



De repente ela viu

Que a sua vó era o lobo

Começou logo a gritar

Fazendo a fera de bobo

Os caçadores ouviram

Mataram o lobo de tiro

E contaram para o povo.



Abriram a barriga do lobo

E salvaram a vovozinha

Que foi engolida inteira

Mas ainda tava vivinha

Chapeuzinho ficou feliz

É isso que o conto diz

Nessa bonita estorinha.


Autor: Daniel Fiuza


10/11/2001

Cordel baseado numa estória muito conhecida da gente.escrita por :

CHARLES PERRAULT

Um comentário:

Cristina Sá literaturainfantilejuvenil disse...

Olá ! AMAURI,
Sou Cristina Sá.
Tenho um blog sobre LITERATURA INFANTIL e JUVENIL. Adorei encontrar O BANCO DE HISTÓRIAS.
Estou encantada com as narrativas. Quem não gosta de ouvir/ler hitórias? Eu adoro.
Parabéns pelo blog!
um grande abraço,
Cristina Sá do blog:
http://cristinasaliteraturainfantilejuvenil.blogspot.com